sábado, 30 de abril de 2011

O bebê e os pets

Pode ser gato, cachorro, papagaio, peixe, periquito, não importa. A convivência da criança com um animal de estimação é um verdadeiro ensaio para lidar com a vida.
Quando traz o bebê para casa, os outros membros da família não são os únicos que devem  sofrer com essa transição, os seus animais de estimação também vão ter de passar por um período de adaptação. Animais dóceis, porém não acostumados a dividir, podem se tornar ciumentos e agir em sentido de proteção territorial.
O que podemos fazer é convidar parentes e amigos com filhos pequenos a visitar a nossa casa antes da chegada do bebê, isso permitirá ver a reação do seu bichinho com a presença da criança.
Lentamente ir apresentando o bebê ao seu animalzinho. Dê bastante atenção ao seu bichinho e faça um esforço para manter a rotina dele. Será importante passear com ele, pois os cães, por exemplo, necessitam disso. Devemos fazer isso antes do beber nascer, criar uma rotina e segui-la quando o bebê nascer.
Alguns animais tendem a ter um comportamento amigável, enquanto outros são mais agressivos. Entretanto um animal dócil pode se tornar perigoso e agressivo da mesma forma que um animal de raça violenta pode se tornar um grande companheiro do bebê. Esteja sempre alerta ao comportamento do seu animal. Se tiver dúvidas não deixe sozinho com a criança. E contate um médico veterinário para informações mais detalhadas.
A revista Crescer de Outubro de 2010 edição número 203, fez uma matéria sobre a relação dos animais de estimação e as crianças. Resumidamente irei colocar 10 razões para você ter um animal de estimação.

  • Aumenta o senso de responsabilidade,
  • Facilita a socialização,
  • Fortalece o sistema imunológico,
  • Previne alergias,
  • Trabalha a auto estima,
  • Torna seu filho mais inteligente,
  • Desenvolve a capacidade afetiva,
  • Reduz o estresse
  • Incentiva a fazer exercícios,
  • Ensina sobre a morte.

Ana Luiza e Freud
Cachorros, gatos e crianças têm tudo para ser melhores amigos. Mas, como toda nova relação, ela pode ser meio tensa no início. Basta fazer as coisas com calma e respeitando tanto o bicho quanto o seu filho, para que ela dê muito certo.


Raquel  Fernanda


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Olá, estou imensamente grata pela sua visita.
Deixe seu comentário, o seu olhar também melhora o meu.
Forte abraço,
Volte Sempre!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...